A sustentabilidade como fator de classificação de risco

     Os responsáveis técnicos do índice de sustentabilidade Dow Jones publicaram o novo ranking de sustentabilidade, como forma de classificação de risco de países.

Fonte: RobecoSAM
Fonte: RobecoSAM

    Pelas informações de RobecoSAM, o país mais sustentável dos analisados no mundo é a Suécia com a pontuação 8,25 de um total de 10. A Suécia obteve bons resultados nos fatores sociais, de governo e ambientais, sendo um dos fatores melhor avaliados: o uso de fontes renováveis de energia e as emissões de dióxido de carbono. Atrás da Suécia, em 2º Lugar está a Austrália com 7,87 pontos e em terceiro lugar a Suíça com 7,83 pontos.

     O Brasil aparece no 45º lugar com 4,63 da pontuação total de 10, entre os 59 países emergentes (em número de 38) e desenvolvidos (em número de 21) analisados no índice. O Chile foi o país emergente melhor posicionado no ranking, no 18º Lugar.

     Conforme as informações do EcoSítio, os resultados deste índice permitem indicar que um perfil de sustentabilidade mais forte corresponde a um prêmio de seguro mais baixo. A demanda dos investidores por estratégias orientadas, em longo prazo, que integrem considerações ambientais, sociais e de governo, por meio de uma série de diferentes tipos de ativos é muito provável que vá aumentar, sobretudo por causa da crise financeira que expõe algumas das deficiências das medidas tradicionais que se utilizam para avaliação de risco país.

Fonte: EcoSítio e RobecoSAM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: