Microsoft lança modelo computacional de previsão de riscos aos serviços ecossistêmicos

     A notícia da Forests Policy and Practice é bastante animadora! Pesquisadores da Microsoft e do Programa das Nações Unidas Meio Ambiente (PNUMA) desenvolveram o primeiro modelo de computador para simular de que maneira os organismos interagem em uma escala global. O modelo, chamado “Madingley”, é capaz de fornecer previsões, de longo prazo, sobre o destino de ecossistemas e identificar os riscos aos serviços dos ecossistemas e para os seres humanos que dependem eles.

    O modelo foi apresentado por meio da publicação: “Padrões emergentes globais de Função e estrutura de ecossistema de um modelo geral mecanicista do ecossistema (Emergent Global Patterns of Ecosystem Structure and Function from a Mechanistic General Ecosystem Model)”, que foi escrito por uma equipe de pesquisadores e publicado no periódico de acesso aberto PLOS/Biology.

    De acordo com seus criadores, o modelo pode ser aplicado a qualquer ecossistema e fornecer simulações em qualquer escala. Abrange quase todos os organismos e suas interações entre si e com o meio ambiente.

Fonte: Forests Policy and Practice

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: