A situação dos plásticos

     Recentemente, o Programa das Nações Unidas publicou um relatório sobre a Situação dos Plásticos. Conforme o relatório, os benefícios do plástico são inegáveis. O material é barato, leve e fácil de fazer.

    E foram essas qualidades que levaram a produção do plástico, no último século, a escalas bem significativas em termos de quantidade. O relatório aponta que a tendência de produção de plástico, em nível global, é de incremento para os próximos 10 a 15 anos. No entanto, não se tem capacidade de lidar com a quantidade de resíduos plásticos que é gerada, pois, apenas, uma pequena fração é reciclada.

    É preciso um esforço conjunto de governos, usuários e empresas para que os problemas com a produção e os resíduos plásticos sejam minimizados. A produção global de plásticos, até 2030, pode chegar a 619 milhões de toneladas, por ano, segundo o relatório.

     Algumas ações existem, a exemplo das proibições de sacos de plástico, e se adequadamente planejadas e aplicadas, podem efetivamente combater uma das causas do uso excessivo de plástico. Mas mesmo quando essas ações são efetivamente implementadas, essas proibições não são suficientes. Para reduzir a quantidade de resíduos plásticos, os governos devem adotar políticas fortes que pressionem por um modelo mais circular de projeto e produção de plásticos.

     Os governos precisam melhorar os sistemas de gestão de resíduos e introduzir incentivos financeiros para mudar os hábitos dos consumidores, varejistas e fabricantes.

Fonte: PNUMA, 2018.

%d blogueiros gostam disto: