Governos locais: agenda de desenvolvimento

     Governos locais (municípios) têm, constitucionalmente, o dever de disciplinar adequadamente uso e ocupação do solo. A ele cabe, também, a gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos.

     A gestão ambiental municipal não é tarefa simples. Demanda esforço; vontade política; atendimento a agendas internacionais e nacionais de desenvolvimento firmados, inclusive, na Rio+20; conhecimento das questões inerentes ao meio ambiente que perpassam as áreas de: saneamento, saúde, educação, transporte, infraestrutura, segurança alimentar, dentre outras.

     Hoje, 28/10/2012, cinquenta (50) governos locais devem ir às urnas, em segundo turno, sendo destes dezessete (17) capitais, para eleger o chefe do poder executivo municipal. O exercício da cidadania é fundamental para o funcionamento da vida pública. Importante atentar, caríssimos leitores e eleitores, para elegermos pessoas que tem real compromisso em transformar nossos governos locais em municípios sustentáveis.

    Aos candidatos que já foram eleitos, em primeiro turno, e aos que serão hoje conhecidos após eleitos em segundo turno, desejamos que cumpram fielmente as finalidades e deveres para os quais nós, cidadãos, os escolhemos. Não esqueçam, prezados gestores públicos municipais, o quanto as questões socioambientais são importantes para tornar a gestão local sustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: