O mundo que queremos 2015 – Educação

The World We Want 2015A Plataforma de Educação Online e consequentemente suas e-discussões foram iniciadas em dezembro de 2012. Aproximando-se março de 2013 (data limite da consulta pública) e aproveitando a tecnologia e as ferramentas de mídia social para envolver os participantes, as e-discussões devem cobrir quatro áreas específicas:

(1) acesso equitativo à educação (realizado no período de 10 a 24 de dezembro de 2012),

(2) Qualidade da Educação (realizado no período de 08 a 21 de janeiro de 2013);

(3) Cidadania Global, Competências e Empregos (realizado no período de 23 de janeiro a 6 fevereiro);

(4) Governança e Financiamento da Educação (cuja realização está sendo no período de 10 a 24 de fevereiro).

O Encontro Global, referente a esta temática Educação, será realizado em Dakar, Senegal, no período de 18 a 20 de março de 2013, que promoverá um diálogo com oportunidade de troca de experiências aos interessados. Nesta reunião, a expectativa é de que as principais recomendações sejam definidas e levadas adiante por esses tomadores de decisão para ação intergovernamental durante os próximos dois anos.

Os resultados preliminares, referente à temática, destacam que as metas acordadas internacionalmente na educação têm promovido planejamento educacional focado e com significativa mobilização de recursos.

No entanto, a agenda do futuro deve ser mais flexível e adaptável às realidades regionais e nacionais. A necessidade de cooperação regional e de estruturas de coordenação mais efetivas, bem como parcerias fortes e diversificadas, incluindo as ONGs, os jovens, o setor privado, para a agenda de desenvolvimento educacional futuro também devem ser enfatizadas.

Áreas prioritárias destacadas incluem questões como a equidade e inclusão, qualidade, resultados de aprendizagem, cuidados na primeira infância e juventude, educação e habilidades, alfabetização, formação de professores, apoio e participação da comunidade.

Desde a primeira e-discussão, os entrevistados observaram que, apesar dos progressos, a educação é um negócio inacabado e equidade é a chave para atingir os mais desfavorecidos.

O acesso à – não pode ser dissociada da qualidade de – educação, e enquanto empregos e juventude são temas prioritários, atenção maior deve acontecer sobre o conteúdo e a relevância da Educação.

 

Fonte: UNDP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: