A experiência do Projeto Casa Maranguape: proposta de curricularização da extensão

            O Plano Nacional de Educação (PNE 2014-2024) orienta que os cursos de graduação devem assegurar 10% de seus créditos curriculares em programas e projetos de extensão universitária, para atender ao disposto na estratégia 12.7, da meta 12 do referido Plano Nacional.

            Programas e projetos de extensão atendem às diretrizes extensionistas a exemplo da interdisciplinaridade; indissociabilidade do Ensino-Pesquisa-Extensão e impacto na formação do estudante.

            No sentido de viabilizar a curricularização da extensão nos Planos Pedagógicos dos Cursos para atender a meta 12.7 do Plano Nacional de Educação –PNE, faz-se necessário que ações de extensão sejam incorporadas às unidades curriculares, ou que ações de extensão sejam desenvolvidas no âmbito de programas/projetos de extensão do (registradas em sistemas de base de dados de extensão, a exemplo do SIGPROEX, do Instituto Federal do Ceará – IFCE). Conforme a Portaria MEC n. 983, de 18 de novembro de 2020, as ações curricularizadas podem ser programas ou projetos de pesquisa ou de extensão, previstas nos projetos pedagógicos dos cursos (BRASIL, 2020).

            O Projeto Casa Maranguape, apesar de ter o nome Projeto, constitui-se em um programa, em virtude do seu horizonte temporal (de média duração) e de dar suporte a distintos projetos e ações de extensão. O citado programa existe há 18 anos, tendo sido implementado por meio do Convênio SEMADE no 001/2004.

            No dia 25 de maio de 2022, às 16 horas, pelo canal do IFCE no You Tube, os professores Adeildo C. Silva e Nájila Cabral participarão da V Trilha da Curricularização, promovida pela Pró-reitoria de Extensão do IFCE, no sentido do reconhecimento da Extensão como componente formativo do estudante. A experiência do Projeto Casa Maranguape deverá ser compartilhada com a comunidade, no intuito de dar continuidade às necessárias discussões em torno da temática.

            Convite feito a todos. Para acessar a página do IFCE no You Tube, cliquem aqui.

Fonte: BRASIL. Portaria MEC n. 983, de 18 de novembro de 2020, que estabelece diretrizes complementares à Portaria nº 554, de 20 de junho de 2013, para a regulamentação das atividades docentes, no âmbito da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 19 nov 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: