Quais os resultados da COP 26 do clima?

            Dia 13 de novembro encerrou-se a 26ª Conferência das Partes (COP26). Após intensos debates, discussões e consensos, os resultados da COP 26 trouxeram alguns avanços, a exemplo da regulamentação do Artigo 6º do Acordo de Paris, que efetivamente viabiliza o mercado de carbono.

Fonte: UN, 2021.

            O texto aprovado permite que os créditos vendidos na modalidade “Mecanismos de Desenvolvimento Sustentável” tenham ajustes correspondentes, o que significa dizer que não acontecerá a dupla contagem, uma vez que precisam ser descontados das metas do comprador e acrescidos às metas do vendedor.

            O Observatório do Clima comenta que “os créditos de carbono do chamado Mecanismo de Desenvolvimento Limpo do Protocolo de Kyoto gerados até 2013 poderão não apenas ser carregados para dentro do Mecanismo de Desenvolvimento Sustentável, como também poderão ser usados pelos países para cumprir suas Contribuições Nacionalmente Denominadas (NDC) no Acordo de Paris”.

            Alguns pontos de destaque das decisões da COP 26 abrangem:

– reconhecer que as emissões de gases de efeito estufa têm que diminuir 45% em 2030 em relação ao ano 2010 e reduzir para zero líquido até 2050, no sentido de estabilizar o aquecimento global em 1,5º C;

– estabelecer plano de trabalho para acelerar mitigação e sua implementação ainda nesta década, que deve ser objeto de debate e de adoção na COP 27, a ser realizada em 2022;

– requerer das Partes a atualização de suas metas nacionais (NDC) para 2030 de forma a alinhá-las com a meta de estabilização do Acordo de Paris.

            O Brasil protagonizou um dos episódios lamentáveis na COP 26, ainda no dia de abertura, quando a estudante de direito Txai Suruí foi agredida verbalmente por um membro da delegação brasileira após discursar na Cúpula dos Líderes. Conforme o Observatório do Clima, na saída, a estudante foi assediada por um delegado brasileiro que gritou para ela “parar de falar mal do Brasil”.

Fonte: UN, 2021

            Muito ainda se tem a caminhar. Não é fácil estabelecer consenso quando pessoas têm interesses diferentes e, muitas vezes, conflitantes. Pior, algumas pessoas imbuídas de seu poder acreditam estar com a única verdade. Mas, vamos seguindo um dia de cada vez, atentos aos que querem calar as vozes das pessoas usando de assédio.

Fonte: Observatório do Clima, 2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: